Somos duas amigas, nascidas no mesmo ano, mas em continentes diferentes, uma na terra do fado, outra na terra do samba, uma loira, outra morena, com um oceano pelo meio, mas que só fisicamente nos separa. Gostamos ambas de nos divertirmos e de coisas bonitas. Sim, vaidosas q.b.. As nossas intermináveis conversas com sotaques sobre quase tudo dão um blog. Porque ainda há muito a descobrir entre os dois países. E afinal não somos tão diferentes assim.



sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

"Não dá mais, Brasil!"

Berta:
Por coincidência, a GRANDE REPORTAGEM SIC de ontem também falou da vaga de imigração de brasileiros para Portugal. 

São mais testemunhos daquilo que temos vindo a falar. Não deixem de ver:


Grupo de Facebook

Berta:
Olá a todos "de cá 🇵🇹️ e de lá 🇧🇷️"! 

Além da página, resolvemos criar um grupo devido às alterações do chamado algoritmo do Facebook, em que estão a ser cada vez menos mostradas páginas em detrimento de publicações de amigos.

Ao aderirem ao grupo, onde iremos publicando os artigos do blog, será mais fácil não nos perderem o rasto.



Obrigada! Sejam bem-vindos! 😀

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Mudar-se para Portugal

Berta:
Hoje trago um assunto pertinente, que acho que pode interessar a muitos.

Salvaguardo desde já que é sob o meu ponto de vista, do feedback que vou tendo de conhecidos que se mudaram para Portugal. Já se sabe que cada caso será um caso. O factor sorte / determinação tem a sua influência.


Vamos lá...

À conta do blog, muitos amigos brasileiros pedem-me opinião sobre mudarem-se para Portugal. É um assunto sobre o qual não gosto muito de me pronunciar, porque é algo tão importante na vida de uma pessoa, que não quero ter qualquer responsabilidade. Ajudo sim no que posso e sei, agora dizer "Vem, é melhor!" não digo. Em última instância, digo que todos temos a nossa intuição, sabemos do que somos capazes para alcançar os nossos sonhos, do que estamos dispostos a deixar para trás por eles.

A queixa de quem quer sair do Brasil é sempre a mesma: falta de segurança. As pessoas têm medo de criar os seus filhos no Brasil. É muito triste, mas é o que mais ouço. Depois falam da fraca qualidade dos serviços públicos, principalmente da educação e da saúde. Já diz a canção que "ninguém sai de onde tem paz".

Esta será a segunda vaga de imigração brasileira de que me lembro. A primeira ocorreu nos primeiros anos deste século, e terá retornado em grande parte ao Brasil quando a crise se abateu sobre Portugal. Encontrávamos muitos trabalhadores brasileiros no sector terciário, principalmente restauração. Íamos aos shoppings e éramos quase sempre atendidos por brasileiros. Noto que esta leva de imigrantes é mais qualificada, muitos quadros técnicos superiores. Obviamente também muitos, menos letrados, tentando a sua sorte. E esses, quanto a mim, são os que causam mais preocupação.

Muito sinceramente não sei responder se tem emprego para todos ou não. Os dados do desemprego têm vindo a descer, mas é sempre uma questão sensível. Costumo dizer que Portugal é um país de velhinhos, por isso actividades relacionadas com cuidados e serviços à terceira idade devem ter saída. O Brasil também tem um know-how muito elevado em marketing e audiovisuais, que pode ser interessante aqui. Embora a área da beleza e cuidados pessoais esteja bem lotada, algumas técnicas usadas no Brasil podem ser consideradas novidade. Há que ter em conta também negócios de brasileiros para brasileiros, porque a população residente é cada vez maior e há a saudade da comidinha de casa, da musiquinha, das festas... Trabalhos com um nível de exigência de qualificação menor, como serviços domésticos, também podem ser uma alternativa, mas em Portugal, como acontece por essa Europa fora, estamos acostumados a fazer as lides de casa sem ajuda externa, pelo menos não a tempo inteiro.   

Em fóruns em que às vezes navego por curiosidade vejo levantarem frequentemente o medo da discriminação. Ela existe, não vou mentir, em qualquer lado existe, mas não assume graus preocupantes, na minha opinião. Se a pessoa vier com boa fé, vontade de trabalhar, crescer sem prejudicar, vai fazendo com que aquele estereótipo do brasileiro malandro e da brasileira "mulher da vida" vá desaparecendo. E ele tem vindo a desaparecer felizmente. Aliás, duvido que algum outro país receba os brasileiros como Portugal ou tenha tantas referências idênticas. A mesma Língua é logo uma vantagem, se bem que, como mostramos na nossa rubrica, hajam diferenças! E é muito provável que vos percebamos melhor que vocês brasileiros a nós, porque estamos acostumados a ouvir muito o sotaque, basta pelas telenovelas.

Todavia, não é uma vida de facilidades, pelo menos inicialmente, eu creio. Então se pensam ficar na ilegalidade, desistam da ideia de vir, porque para tudo é necessário papelada. Para arranjar um trabalho, alugar uma casa, pedem logo documentos. E há fiscalização. E funciona. Com a crise de refugiados, a malha é apertada. No fundo, é uma segurança para ambas as partes. 

Há também o clima, que é bem desafiante no Inverno. É um frio chato que entranha. 😥 Outra coisa é que os portugueses geralmente são afáveis, mas não contem que convidem lá para casa num primeiro encontro. Não somos tão "dados", com todo o respeito. Temos um "gelinho" que só com alguma confiança é quebrado. E voltamos a falar do frio... 

Por fim, aconselho antes de virem a fazerem trabalho de casa. Pesquisem muuuuito, conversem muito, venham já com uma ideia definida de onde ficar, cidade, alojamento, emprego em vista, ou melhor que tudo uma promessa de trabalho mesmo. Procurem grupos, associações, existem muitos, recolham opiniões. É mesmo MUITO IMPORTANTE: não venham "às cegas", despreparados, sem uma "almofada" financeira, porque os primeiros tempos serão com certeza de muitos gastos e poucos ganhos, de muita, muita adaptação, talvez um passo à frente para dois atrás. Imagino que quase um mundo novo! Tudo será muito mais fácil se souberem mais ou menos o que vão encontrar pela frente. Já que imprevistos ocorrerão sempre!

Se mesmo analisando os prós e os contras quiserem muito Portugal como a vossa próxima casa, não percam o entusiasmo, somos um bom país mesmo! Pequeno, tranquilo, charmoso, acolhedor. Então... BOA SORTE!!! Com humildade, perseverança, há-de DAR CERTO!

Espero de alguma forma ter contribuído para vos guiar nesta jornada.

"de cá e de lá" gostávamos muito também de saber das vossas histórias. Se estão a pensar vir, se já vieram, se já vieram e voltaram... Acho que todos ganhamos com uma partilha respeitosa.

Para ficarem a saber mais dos dois países neste intercâmbio entre duas amigas, sigam-nos aqui no blog e nas nossas outras redes sociais:
www.instagram.com/dcadla @dcadla #dcadla

Beijinho luso-brasileiro!

#tbt

Berta:
#tbt de ruelas de um caos artístico muito incrível! 🤩👻👺 

Patricia Vilela Fotografia

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Na neve

Berta:
Foi um dia bom ❄️ passado na neve ⛄️ do ponto mais alto de Portugal continental: Serra da Estrela

Este ano (para já) há pouca neve, só no topo mesmo, mas deu para fazer o gostinho ao escorrega!



Pena é que, com as montanhas a descoberto, se veja tanta, tanta, tanta área ardida. Não fazia ideia... Com certeza vai demorar muitos anos até voltarmos a ver a serra toda verde...

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Tapetes de Arraiolos

Berta:
Exemplo de um tapete de Arraiolos, terra alentejana. 🇵🇹
Tradicionalmente bordados à mão com fio de lã. ✋🏻 
Um trabalho moroso, pesado (os tapetes podem ter vários quilos), e de muito pormenor. Arte mesmo! 💚 


Caldo verde

Berta:
🍵 Daqueles caldinhos típicos tugas que sempre cai bem! 


Intervenção na Segurança Pública do Rio

Tuca:

Governo decide fazer intervenção na Segurança Pública do Rio
Com a decisão, as Forças Armadas assumirão as atividades de segurança do Estado

Hoje acordamos assim... Mal necessário

Ricardo Moraes / Reuters
Mais:

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Novo algoritmo

Berta:


Provavelmente já ouviram falar das mudanças no Facebook, com a implementação de um novo algoritmo, em que nos vão ser mais mostradas publicações de amigos e menos de páginas. Para o bem e para o mal, n'é...? 

Se não querem perder nadica de nada "de cá e de lá", pedimos que na nossa página cliquem acima onde diz "A seguir" e seleccionem "Ver primeiro". Muito obrigada!!! 💗 

#dcadla #facebook #aviso #novoalgoritmo #mudanças #verprimeiro

Belo lenço

Berta:
Assumindo que é um lenço português, este é um belo registo da modelo 50's @iddavanmunster. 👄


Calçada espectacular

Berta:
Praça D. Pedro IV (D. Pedro I do Brasil), Lisboa, com o Teatro D. Maria II ao fundo. 
Espectacular o efeito quase hipnotizante da calçada portuguesa.